Turismo de Base para transformar a favela

A Brazilidade é uma empresa de turismo de base comunitária na favela Santa Marta com experiência desde 1992. Nossas experiências guiadas, palestras e tours educativos foram pensados para promover uma conexão com as representaç��es naturais, culturais, históricas e sociais da favela Santa Marta. Al��m de oferecer serviços de turismo, nos preocupamos em movimentar a rede de trabalho local, oferecendo para os turistas uma experiência completa e uma possibilidade de crescimento para os empreeendedores do Santa Marta.

O que move a Brazilidade?

Turistas na Favela Santa Marta

Trabalhamos para mudar o estereótipo cultivado em relação aos moradores do morro e, através dos nossos serviços de turismo de base, gerar identificação e respeito. Queremos mostrar que a favela Santa Marta está de braços abertos para pessoas de toda parte do Brasil e do mundo que quiserem fazer turismo no Rio de Janeiro e descobrir a cidade de verdade.

O que nos move é ver que as pessoas que participam dos nossos tours no Rio conseguem entender melhor a favela a partir de uma simples uma conversa de alguns minutos e da imersão de algumas horas no ambiente, interagindo com o espaço e com as pessoas que moram ali.

Não somos apenas uma empresa de favela tour, queremos ir além disso através das nossas experiências guiadas e destacar o que nós temos de melhor, porque a Favela Santa Marta são as pessoas que vivem nela.

Quem move a Brazilidade?

Sheila Souza turismo Santa Marta A idealizadora da Brazilidade é a Sheila Souza, formada em Turismo,com MBA em Turismo e Negócios, experiência em interc����mbio cultural e guiamentos no Rio de Janeiro. A Sheila fala inglês, espanhol, alemão e entende um pouco de sueco. A experiência profissional dela começou em 1992 com intercâmbios e vivências de turismo no morro Santa Marta com grupos nacionais e internacionais. Em 2010 a Brazilidade se formalizou como empresa pioneira de turismo de base na favela Santa Marta.

Mas a principal formação da Sheila para gerenciar a Brazilidade foi ter nascido e crescido no morro Santa Marta, ter olhado para a favela e acreditado nela. A Brazilidade hoje é um pouquinho da Sheila e também de todos aqueles que passam pelo morro através dela.