O turismo de base comunitária, também conhecido pelas siglas TBC tem como principal característica a participação da comunidade no que diz respeito ao desenvolvimento do turismo em sua localidade. É uma atividade que visa contribuir para a valorização e preservação da identidade, história, memória, processos e modos de fazer locais e ser uma alternativa que não impacte tão negativamente nos destinos que recebem visitantes.  O turismo de base comunitária valoriza o fazer local em sua essência e propõe o conceito de desenvolvimento sustentável nessas áreas.
Então quando uma pessoa se propõe a visitar e ter uma experiência genuína na favela nós queremos que ela conheça esses modos de fazer sob a nossa perspectiva e não sob um processo de aculturação. Não precisamos nos modificar pra oferecer uma experiência mais confortável pra quem nos visita. Nosso modo de fazer, de construir, de morar, de socializar, de se relacionar e produzir cultura é o que a gente quer compartilhar.  Não queremos modificar nossos saberes para o visitante se sentir familiarizado e bem em nossa ambiência. Se a idéia é experienciar e viver a favela é isso que a gente vai oferecer de maneira genuína e principalmente respeitável.
A Brazilidade valoriza os modos de fazer do Santa Marta e quer compartilhar isso com você desse jeitinho mesmo. Nada de enfeitar o pavão, como a gente diz.
Então quando vier fazer uma visita com a gente se abra pra todas as possibilidades que a favela vai te oferecer. Queremos que você saia da superficialidade e possa criar uma imagem desse espaço que vai muito além do modo como a mídia a trata.
E como nosso dia a dia é sempre recheado de alguma novidade ou novos elementos nunca uma visita é igual a outra.

Esperamos vocês para viver essa experiência com a gente!